Porque a conta de luz é tão cara no Brasil? - Mais Arquitetura

MaisArquitetura.com.br

Breaking

sexta-feira, 22 de março de 2019

Porque a conta de luz é tão cara no Brasil?

Mesmo sendo um dos países com mais reserva energética, o Brasil apresenta a 5º energia elétrica mais cara do mundo.

Com o passar dos anos, essa colocação pode se elevar devido ao aumento das taxas de impostos.

O brasileiro já se acostumou em pagar altos valores em impostos.

Em alguns estados nacionais, a alíquota de ICMS incidente sobre a conta de luz supera os 20%.

Diferentemente da zona urbana, a zona rural não recebe elevadas contas de eletricidade, visto que o governo incentiva áreas afastadas dos grandes centros à utilizar a energia na indústria agropecuarista.

Grandes empresas passam a negociar com o estado um novo custo sobre o Kw/h em suas fábricas, por incentivo fiscal. Assim, corporações pagam menos impostos relacionados a eletricidade enquanto pessoas físicas recebem o valor cheio.

Por fim, a população gasta com elas mesmas e com as indústrias. Visto que é impossível viver sem a eletricidade na atualidade, nada mais resta ao cidadão do que a economia da mesma fonte em seu cotidiano.

 A conscientização vem se tornando cada vez mais forte, após 5 anos de um elevado aumento no custo da luz no território brasileiro.

Conta de luz


Calculada pela prestação de serviços de distribuidoras de eletricidade ao decorrer de 30 dias (um mês).

É fato que o maior responsável pelas contas de luz elevadas no país é a alta carga tributária que vem aumentando ao passar dos anos.

Nas contas de energia elétrica, os tributos são separados entre:

  • Tributos federais: Programa de Integração Social (PIS) / Contribuição para oFinanciamento da Seguridade Social (COFINS);
  • Tributos estaduais: Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS);
  • Tributos Municipais: CIP ou COSIP (Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública);
  • Encargos setoriais: a soma dos encargos é de cerca de 9% CCC (Conta de Consumo de Combustíveis); ECE (Encargo de Capacidade de Emergência); RGR (Reserva Global de Reversão); TFSEE (Taxa de Fiscalização de Serviços de Energia Elétrica); CDE (Conta deDesenvolvimento energético); ESS (Encargos de Serviços do Sistema); P&D (Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética); ONS (Operador Nacional do Sistema);
  • CFURH (Compensação financeira pelo uso de recursos hídrico).
Leia mais sobre: cpfl piratininga segunda via

O Principais Vilões Na Sua Conta de Luz


Segundo a Eletrobras, os aparelhos que mais consomem eletricidade são, nesta
ordem:

1. Chuveiro elétrico;
2. Aquecedores de ambiente;
3. Secadoras de roupas;
4. Ar condicionado
5. Lavadoras de louça;
6. Lavadoras de roupas;
7. Cooktops;
8. Ferro automático à vapor;
9. Geladeiras de duas portas (frost free);
10. forno elétrico;

CPFL


A Companhia Paulista de Luz e Força é uma das maiores empresas fornecedoras de energia do Brasil, fornecendo energia para 679 cidades, representando 14% do território nacional.

Possuindo mais de 9,1 milhões de clientes que usufruem de sua eletricidade, a companhia passou a produzir energia renovável e se tornou a maior produtora do ramo da América Latina.

A mesma atua nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul.

Como solicitar a 2º via da CPFL?


Pelo número 0800-010-1010 gratuitamente, podendo ser realizado de segunda à sexta das 8 horas da manhã às 17 horas da tarde.

O cliente necessitará somente do CPF ou CNPJ e o código CPFL.

Após informar os dados, o atendente enviará a fatura para o email do titular da conta ou informar os números dos códigos de barra da fatura para o pagamento.

Também pode-se obter a 2º via da CPFL pelo site da companhia: https://www.cpfl.com.br/Paginas/default.aspx

Nenhum comentário:

Postar um comentário